Padres Dehonianos

 

 

Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos)
 

 

O início da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos) remontam a 13 de julho de 1877, quando, no meio de uma intensa vida espiritual o Padre Dehon, com a autorização do seu bispo, inicia o noviciado. Um ano depois, no dia 28 de junho de 1878, emite os votos religiosos.

 

Nasce assim, à sombra do Colégio São João, o Instituto dos Oblatos do Coração de Jesus. Um e outro - Colégio e Instituto - são frutos do espírito de fé e do zelo apostólico, sempre tão empreendedor de Pe. Dehon.


O começo foi próspero e cheio de esperanças... Mas um incêndio destrói o Colégio. Ademais, incompreensões e mal-entendidos provocam uma intervenção da Santa Sé, que manda fechar o Instituto recém fundado.


Esta dura prova encontrou o fundador humilde e disponível, e colocou em plena luz o seu profundo espírito de fé e de abandono aos desígnios da Providência. Também, graças a essa atitude, Pe. Dehon recebeu a autorização para reabrir o Instituto, que assim ressuscitou sobre bases mais sólidas e evangélicas. Era como uma primavera depois da prova do "consummatum est". A denominação do Instituto muda.


A primeira - "Oblatos do Coração de Jesus" - era muito querida ao P. Dehon, porque exprimia perfeitamente a sua espiritualidade. A partir de 1884, o título oficial torna-se Sacerdotes do Coração de Jesus.