(47) 3351-1258
(47) 3351-1063
(47) 99186 2335
 
 
“Brusque é a expressão concreta do carisma Dehoniano”

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

Na próxima quarta-feira, 31 de julho, a Paróquia São Luís Gonzaga comemora 146 anos de fundação com a celebração da missa, às 19h, na Igreja Matriz. A data, no entanto, é o marco de uma história que começou muito antes de 1873. Os primeiros imigrantes europeus que pisaram nesta terra, por volta de 1860, traziam na bagagem poucos pertences. Mas o coração estava cheio de fé.

“Eles encaravam a imigração com espírito de fé. Participando dos movimentos comunitários, vivendo em pequenas comunidades de famílias, iam criando momentos de espiritualidade e devoção. Por isso, construíram oratórios, antes mesmo de a Paróquia ser criada. A cidade era atendida na época por padres missionários que viviam em Gaspar e que, de tempos e tempos, visitavam essas pequenas famílias, que se transformaram em pequenas comunidades”, conta o pároco da Paróquia São Luís Gonzaga, padre Diomar Romaniv.

Conforme relatado no livro “Cem anos de presença dos Dehonianos em Brusque – SC”, escrito pelo padre Roque José Schmitt,  o decreto nº 605, de 31 de julho de 1873, elevou a “Colônia de Brusque” à categoria de freguesia, possibilitando a fundação da Paróquia São Luís Gonzaga. No ano de 1904 chegaram no porto de Paranaguá os primeiros missionários dehonianos ao sul do Brasil, vinculados à congregação fundada pelo religioso francês, padre Léon João Dehon (Sagrado Coração de Jesus). No dia 4 de outubro de 1904 eles assumiram as duas primeiras paróquias da congregação no sul do Brasil: Puríssimo Coração de Maria, em São Bento do Sul, e a Paróquia São Luís Gonzaga, em Brusque.

“Padre Dehon fundou uma congregação missionária e queria que os padres do Sagrado Coração de Jesus levassem nessa espiritualidade pelo mundo como profetas do amor e ministros da reconciliação. Hoje, estamos presentes em mais de 50 países e atuamos em áreas como a educação, comunicação, missão, formação e, no Brasil, temos esta característica de estarmos ligados também às paróquias. É aqui que conseguimos conjugar o espírito missionário. Dentre as diversas característica das paróquias confiadas à congregação estão o empenho pela formação das lideranças, a disponibilidade para orientação espiritual e confissão, o amor à Eucaristia, a devoção à Maria, a espiritualidade do amor e da reparação”, detalha o pároco.

Segundo padre Diomar, Brusque é um exemplo da pluralidade que é viver da espiritualidade dehoniana. “A cidade expressa bem nosso carisma, pois aqui mesmo unimos o trabalho pastoral na paróquia, a educação com o colégio e a faculdade São Luiz, a formação de religioso e padres no Convento e a vida espiritual na Casa de retiros Padre Dehon. Também, de nossa paróquia receberam as primeiras sementes vocacionais diversos religiosos, que hoje expressam o carisma dehoniano como padres, bispos, missionários, comunicadores, professores, entre outros”, afirma.

 

Curiosidades

A Paróquia São Luís Gonzaga se configura como grande mãe das outras quatro paróquias que existem na cidade, além de Guabiruba e Botuverá, que até 1962 pertenciam ao município, uma vez que todas eram comunidades da grande Paróquia São Luís Gonzaga.

Já a Igreja Matriz, cuja obra iniciou em 1955, é considerada uma referência arquitetônica mundial, não apenas pela imponência de seus blocos de pedras, mas, sobretudo, pela catequese expressa em sua composição. “Foi construída em uma colina, porque montanha é lugar de encontro com Deus, um ambiente favorável à oração. Desde as escadarias até as torres, o projeto visava ser um sinal de que Deus habita esta cidade e uma expressão visível da comunidade que se une para um projeto comum: a construção da nova igreja”, comenta padre Diomar.

Além da Igreja Matriz, a Paróquia São Luís Gonzaga é formada por 11 comunidades, com lideranças sólidas e estruturas físicas bem constituídas. É na vida dessas comunidades que permanecem expressas a vitalidade de uma Igreja que procura crescer em comunhão pela profundidade da fé.

 

Desafios

Ao completar 146 anos, a Paróquia São Luís Gonzaga vive de novos momentos. Mas, diferente dos padres antecessores, não há uma cidade inteira para organizar. Os desafios contemporâneos são outros e, principalmente diante da realidade que hoje se vive, o carisma de amor e reparação continua sendo muito atual.

“O objetivo é manter a Paróquia unida e fraterna, em um mundo sedento de espiritualidade. E o desafio é fazer com que as comunidades testemunhem a vida do reino de Deus, que Jesus quis construir”,afirma o pároco.

Neste momento está sendo elaborado o Plano de Pastoral Paroquial, com as diretrizes que deverão ser trabalhadas até 2023, quando a paróquia comemora 150 anos de fundação. Outro processo sempre atual é na renovação de lideranças, o que estimula o protagonismo do leigo e da juventude na Igreja. 

 
Indique a um amigo
 
 
Conteúdo Relacionadas
CADASTRE SEU E-MAIL

E RECEBA NOVIDADES