(47) 3351-1258
(47) 3351-1063
(47) 9.9186-2335
 
 
Coronavírus. Dom Hiiboro: 'Deus transforma os sofrimentos e cura'

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

À espera do Pentecostes – cuja solenidade terá lugar no próximo domingo, 31 de maio –, a Diocese de Tombura-Yambio, no Sudão do Sul, celebra uma novena ao Espírito Santo pelo fim da pandemia da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

 

Nove dias de oração pela descida do Espírito Santo

 

O bispo da diocese sul-sudanesa, dom Edward Hiiboro Kussala, proclamou estes nove dias de oração a fim de que todos os fiéis peçam a intervenção de Deus e o dom do Espírito Santo pela cura de todo mal:

 

“Nove dias de oração pela descida do Espírito Santo sobre a República do Sudão do Sul e sobre o mundo inteiro, a fim de que Deus cure do medo, da confusão e das dificuldades que o coronavírus nos trouxe.”

 

“Na Diocese de Tombura-Yambio rezamos a fim de receber os sete dons do Espírito Santo para ajudar-nos a responder aos desafios, às dificuldades, às preocupações e às dores causadas pelo coronavírus”, ressalta dom Hiiboro numa nota.

 

Oração pela tutela do ambiente e santidade de vida

 

Todos os dias os cristãos rezarão pela solidariedade, caridade, misericórdia, amparo aos pobres, paz, reconciliação, dignidade do trabalho, tutela do ambiente e santidade de vida:

 

“Deus transforma os sofrimentos causados pelo coronavírus, Deus cura, Deus satisfaz todos os desejos humanos e devemos preparar nossos corações, e deixar-nos abertos aos dons do Espírito Santo. Nosso hospital é Deus mesmo, as estruturas das quais precisamos para curar-nos é Deus mesmo e, portanto, devemos reforçar nossa confiança n’Ele e seguir suas instruções”, afirma dom Hiiboro recordando que no país não há estruturas de saúde adequadas ou outros dispositivos de proteção individual necessários para enfrentar a doença.

 

Ser “instrumentos de Deus solidários”

 

O bispo encoraja os fiéis a ser “instrumentos de Deus solidários durante este período de pandemia para curar este mundo, ajudando-nos reciprocamente a seguir simples, mas importantes instruções que recebemos”.

 

“Ao tempo em que continuamos rezando pela vinda do Espírito Santo, encorajo todos a utilizar os recursos que temos, inclusive fazendo uso da fitoterapia e, como ainda não tem uma cura para o vírus, usamos tudo aquilo que sabemos que pode limitar a difusão do mesmo”, conclui dom Hiiboro.

 

Fonte: Vatican News

 
Indique a um amigo
 
CADASTRE SEU E-MAIL

E RECEBA NOVIDADES