(47) 3351-1258
(47) 3351-1063
(47) 99186 2335
 
 
Missa alusiva ao Dia Mundial dos Enfermos é celebrada na Comunidade Nossa Senhora de Lourdes
Crédito da foto - Taiana Eberle/Ideia Comunicação

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Seja para pedir bênçãos, intercessão ou para agradecer, dezenas de fiéis marcaram presença na noite de terça-feira, 11 de fevereiro, na Comunidade Nossa Senhora de Lourdes, no bairro São Pedro, durante a missa alusiva ao ‘Dia Mundial do Enfermo’ e também pelo Dia da padroeira. A celebração, presidida pelo pároco, padre Diomar Romaniv, trouxe o olhar voltado para as pessoas enfermas, bem como aos cuidadores e profissionais de saúde, que diariamente se dedicam às mesmas. “Esta missa é sempre um momento de graça e bênção. A Igreja sempre promoveu o projeto de Jesus, que é a vida em abundância e se olharmos para a Sagrada Escritura, Jesus sempre esteve próximo dos doentes, curou muitos, manifestou seu amor, e a Igreja continua fazendo isso, em suas obras de caridade. Este momento faz com que possamos nos unir de modo muito particular aos que sofrem, para rezar, partilhar seu sofrimento, mas também para levar esperança e fé, de que essas pessoas não estão sozinhas”, comentou o pároco da Paróquia São Luís Gonzaga. 

Reflexão 
Ao longo da celebração a comunidade também pode ouvir a carta do Papa Francisco em alusão a data, que este ano refletiu sobre as palavras de Jesus: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei de aliviar-vos” (Mt 11, 28). 
Cuidadores, familiares, e profissionais da saúde presentes, que diariamente cuidam e zelam por enfermos, também foram lembrados e receberam uma bênção especial durante a missa. 
Um dos momentos mais emocionantes foi quando toda a comunidade presente acendeu velas e voltou seus pensamentos e fé a todos os que precisam de cuidados. Ressoando repetidamente a frase “Aquele que ama está doente”, a comunidade orou por todos os necessitados. 
De acordo com o pároco, a demonstração de amor e fé lembrou a peregrinação, realizada por muitas pessoas doentes à cidade de Lourdes, na França, que buscam no local o encontro com o filho de Deus. “Muitas doentes se dirigem a este templo para o encontro com Jesus. Por conta da nossa condição física adoecemos, e somos convidados a estar próximos de Deus, sendo amados e protegidos por Ele. Todos nós sabemos que um dia vamos morrer, entretanto experimentar o amor de Deus em uma vida plena, não são todos. Nesta noite buscamos reproduzir isso, para estamos em comunhão também com o Santuário de Lourdes. O ato representa ainda um sinal de graça e bênção aos doentes, e acreditamos que a nossa oração faz um grande bem na vida e no coração daqueles que precisam do Senhor neste momento”, completou padre Diomar durante a homilia. 

45 anos
A missa do Dia do Enfermo também foi realizada em uma semana especial para a Comunidade Nossa Senhora de Lourdes, que celebra nos dias 14 e 15 de fevereiro seus 45 anos de fundação, com sua tradicional Festa. Um dos pontos altos da programação acontece no sábado, a partir das 13h30, quando haverá uma carreata com a imagem da Santa pelas ruas da cidade. “A Festa dos padroeiros é sempre celebrada com muito júbilo, tanto a parte litúrgica como a social, de confraternização, nas 12 comunidades que pertencem a Paróquia São Luís Gonzaga. E isso para nós é um valor da amizade que se cria, da confraternização sadia que há nessas festas. Também é uma oportunidade de lembrar as pessoas que deram sua vida e dedicação para a construção deste templo e a consolidação da comunidade, bem como os padres que aqui trabalharam, entre eles o padre Roque, muito quisto por todos aqui. E isso tudo só nos compromete a evangelizar e a dar continuidade na construção da história dessa comunidade”, completou. 

 
 
Indique a um amigo
 
 
Conteúdo Relacionadas
CADASTRE SEU E-MAIL

E RECEBA NOVIDADES