(47) 3351-1258
(47) 3351-1063
(47) 9.9186-2335
 
 
Missa com os Jovens celebra o mês vocacional

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
A Paróquia São Luís Gonzaga, através da Pastoral Paroquial Juvenil, realizou nesta quinta-feira, 29 de agosto, na Igreja Matriz, a Missa com os Jovens, que no mês de agosto celebrou a vocação, sob o tema: “Não fostes vós que me escolhestes; fui eu quem vos escolhi”.
A missa foi presidida pelo pároco, padre Diomar Romaniv. A proposta e o diferencial desta celebração é convidar os jovens para participar de uma missa com momentos dinâmicos e encenações que remetem ao tema do mês.

Celebração diferente
A Missa com os Jovens acontece há seis anos, sempre às 22h30. O horário é adaptado neste momento do dia pensando, justamente, em jovens que por motivos de trabalho ou estudos só conseguiriam ir à igreja neste horário. Nesta noite a celebração é diferente. Os jovens preparam encenações e dinâmicas lúdicas, embaladas por músicas mais animadas que prendem a atenção dos fiéis presentes. Com o passar do tempo, a missa foi recebendo não só jovens, mas também seus familiares, que fazem questão de estarem juntos em uma noite especial de fé e gratidão.
Para o pároco da Paróquia São Luís Gonzaga, padre Diomar Romaniv, a Missa com os Jovens é uma das marcas que ficou da Jornada Mundial da Juventude, que aconteceu em 2013. Diversas paróquias abraçaram esse projeto e continuam perseverando o projeto até hoje. “É bonito ver que os jovens se reúnem num horário diferenciado para rezar, com o jeito deles, espiritualidade e com os cantos que ligam os diversos movimentos e pastorais juvenis. Hoje, especialmente, refletimos sobre a vocação, chamado que Deus faz para que cada um faça a diferença na sociedade e na Igreja, colocando a serviço os dons que receberam. E que assim, servindo, sejam felizes”, destaca.
Como lembra o pároco, um jovem convence o outro e juntos eles se motivam a ir à igreja. \"Alguns vêm direto da faculdade, do colégio, outros se organizam para jantarem juntos depois daqui, então também há esse espírito de fraternidade e convivência. Nós nos reunimos com eles toda última quinta-feira do mês para celebração da missa e convidamos, também, outros a virem”, diz.

“Vocação é presente do amor de Deus”
Junto aos jovens, padre Diomar refletiu sobre as vocações através de exemplos que cercam a vida de cada um no cotidiano. “Quando fazemos uma escolha, precisamos renunciar várias outras coisas que podem atrapalhar. É preciso refletir sobre os perigos. Um dos perigos é de que nós comecemos a olhar somente para as renúncias. O segredo é olhar para as escolhas e aquilo que a escolha nos dá de graça e que nos ajuda a ser feliz. Não fomos nós que escolhemos viver. Não fomos nós que escolhemos uma vocação. Nós a recebemos como presente de amor de Deus. Foi Ele quem escolheu para nós a vida. Foi Ele quem escolheu para nós uma vocação especial. Agora, Ele espera a nossa resposta para corresponder à essa escolha que preparou para nós. E ao escolher acertadamente a resposta que damos ao chamado de Deus, nós, então, encontramos a nossa felicidade. Existe uma missão que nós temos por realizar neste mundo. E que se nós não realizarmos, nenhuma outra pessoa no mundo fará aquilo que Deus confiou a cada um de nós para realizar”, pontua padre Diomar.
Há um ano coordenando a Pastoral Paroquial Juvenil, Sabrina Pereira entende que o sentido desta missa está em envolver os jovens com a comunidade para que eles possam estar cada vez mais próximos da presença de Deus. “Continuamos tentando trazer dinâmicas antes de começar a missa para que eles possam entender como é a Igreja e chamar eles cada vez mais para perto, para que sejam despertados”, salienta Sabrina.

Dinâmica de fé e amizade
O formato e a proposta da missa são os mesmos, o que muda são as dinâmicas e a preparação da missa, que é feita em sua totalidade pelos grupos de jovens de pastorais e movimentos. A cada mês um novo tema é escolhido. E, desta forma, cada grupo será responsável por um momento da missa, seja na acolhida, na dinâmica, liturgia e animação. A partir disso, as funções são divididas.
O momento da dinâmica é onde os jovens inserem uma apresentação integrada ao tema da missa, que no mês de agosto vivencia a vocação. Geralmente, ocorre uma apresentação de teatro que reflete o tema. “A dinâmica foi toda relacionada às vocações para que o jovem consiga captar a mensagem do que a missa quer passar no mês. São os grupos que se envolvem em tudo, organizam questões de iluminação para ter um efeito diferente e elaborado e pensam em um figurino conforme o tema da dinâmica. Como nesta missa o tema foi a vocação sacerdotal, sobre a vocação religiosa e matrimonial, então eles incorporaram personagens para que pudesse ser mais fácil e dinâmico de entender o tema da missa”, detalha Sabrina.

Fortalecidos pela fé
O jovem Airton José Maestri participa da missa desde o início. São seis anos se deslocando do Centro de Botuverá até a Igreja Matriz, mês a mês, para participar do encontro especial com Jesus. “Eu abro mão de qualquer coisa para poder estar aqui, na celebração. Seja meia-noite, uma da manhã, três da manhã, a hora que for, eu venho. É uma forma de encontrar Jesus na Eucaristia desta celebração”, diz.
Airton esteve envolvido na dinâmica, compondo o grupo de jovens que participou do teatro correspondente à vocação e são vários os fatores que o motivam a participar da missa. “Aqui revejo amigos de tempos atrás, de retiros e acampamentos e aqui consigo um tempo para Deus”, explica.
Também há aqueles jovens que estiveram na missa pela primeira vez. É o caso de Bianca Goes Pascutti e Gabriel Vieira da Silva, ambos de 18 anos, que se deslocaram do bairro Volta Grande para prestigiar a missa. A experiência com Deus durante a celebração é o que faz qualquer dedicação deles valer à pena. “Quando eu era mais nova sempre participava do grupo de jovens na minha comunidade. Sempre gostei de estar na Missa Jovem, sempre me interessei e aqui [na Matriz] é minha primeira vez participando”, relata Bianca. Gabriel compartilha do mesmo sentimento destacando que, ao buscar por algo novo, encontrou algo muito maior ao participar da Missa com os Jovens. “Foi uma experiência muito boa”, afirma. “De vez em quando é bom a gente ficar em silêncio, escutar um pouco o que Deus tem para nos dizer, porque cada um tem sua vocação e, então, a gente está aqui para seguir essa vocação, pensar um pouco sobre ela”, reflete Bianca sobre o tema do mês de agosto.

Saiba mais e programe-se
A celebração com jovens, que ocorre na Igreja Matriz já inspirou missas no mesmo formato em outras paróquias, como em Botuverá, Guabiruba, Santa Terezinha, Águas Claras e Dom Joaquim. No Centro, a Missa com os Jovens acontece toda última quinta-feira do mês, às 22h30, na Igreja Matriz São Luís Gonzaga. A celebração reúne entre 600 a 700 jovens a cada noite.
Fique por dentro das novidades, eventos, ações e celebrações da Paróquia São Luís Gonzaga visitando nossa página oficial no facebook: facebook.com/matrizsaoluisgonzaga
Ou acesse: www.paroquiasaoluisgonzaga.com

 
Indique a um amigo
 
 
Conteúdo Relacionadas
CADASTRE SEU E-MAIL

E RECEBA NOVIDADES