(47) 3351-1258
(47) 3351-1063
(47) 9.9186-2335
 
 
Noivos

Catequese para o Matrimônio

Paróquia São Luís Gonzaga inicia novo modelo de preparação para o matrimônio

Os noivos Matheus Diegoli e Amanda Fidelis namoram há cinco anos e têm o casamento marcado para julho de 2020. O casal participa de uma das primeiras turmas de Catequese para o Matrimônio, na Paróquia São Luís Gonzaga. A preparação que prevê onze encontros, iniciou em maio e possibilita o debate e aprofundamento de assuntos importantes na vida a dois. “Tivemos a oportunidade de participar do último Curso de Noivos realizado no modelo antigo, mas optamos por frequentar o novo modelo de catequese, para nos preparar melhor e está sendo muito boa essa troca de experiências com outros casais. Eu e o Matheus temos o hábito de conversar bastante, mas tem muitos pontos que abordamos aqui que ajudam a esclarecer e pensar melhor no futuro. Tem sido um grande aprendizado”, descreve Amanda.

Silvia e Lelo Lorentino, um dos casais de catequistas que coordenam uma das turmas da Preparação para o Matrimônio. Casados há 38 anos e integrantes da Pastoral Familiar, eles garantem que a nova experiência está sendo gratificante. “Inicialmente, encaramos essa missão como um desafio, mas com o passar dos encontros, temos visto que é uma proposta muito positiva. Como catequistas também temos a oportunidade de repensar o matrimônio e aprendemos coisas novas. A troca de experiências é enriquecedora e percebemos que os casais estão gostando bastante. Antes, participávamos dos Cursos de Noivos, dando palestras e agora, vemos que realmente, era pouco tempo para tratar de um assunto tão especial como o matrimônio. Com certeza, a preparação para a vida a dois requer mais tempo, conforme propõe esse novo modelo de catequese”, declara Silvia.

Preparação
A Catequese para o Matrimônio surgiu de um desejo da Igreja Católica, para preparar melhor os casais para um sacramento tão importante. No documento “Amoris Laetitia, sobre o amor na família”, Papa Francisco destaca que a complexa realidade social e os desafios, que a família é chamada a enfrentar atualmente, exigem um empenho maior de toda a comunidade cristã na preparação dos noivos para o matrimônio. “A Igreja chegou à conclusão da necessidade de programas específicos de preparação para o matrimônio que sejam verdadeira experiência de participação na vida eclesial e aprofundem os vários aspectos da vida familiar (cf. AL 206). Não se trata de lhes ministrar o Catecismo inteiro nem de os saturar com demasiados temas. Trata-se duma espécie de ‘iniciação’ ao sacramento do matrimônio, que lhes forneça os elementos necessários para poderem recebê-lo com as melhores disposições e iniciar com uma certa solidez a vida familiar” (AL 207).
Papara Francisco observa que muito casais, durante às vésperas do casamento, tendem a se concentrar nos convites, nas roupas e na festa, com seus inúmeros detalhes que consomem tanto recursos econômicos, como as energias e as alegrias. “Muito noivos chegam exaustos ao casamento, em vez de dedicarem o melhor das suas forças a preparar-se como casal para o grande passo que, juntos, vão dar. Queridos noivos, tende a coragem de ser diferentes, não vos deixeis devorar pela sociedade do consumo e da aparência. O que importa é o amor que vos une, fortalecido e santificado pela graça. Vós sois capazes de optar por uma festa austera e simples, para colocar o amor acima de tudo” (AL 212), sugere o Papa.

Virtudes
Para Francisco reforça que a vida matrimonial e familiar não é fácil, e cita a Primeira Leitura extraída da carta de São Tiago Apóstolo, que fala da paciência. Diz que talvez seja a virtude mais importante no casal – seja do homem, seja da mulher – e pede a Deus, para que dê à Igreja e à sociedade uma consciência mais profunda, mais bela do matrimônio, para que todos possam entender e contemplar que no matrimônio há a imagem e a semelhança Dele. “A beleza do casamento está em compreender que o amor é possível! E o amor é capaz de fazer viver apaixonados por toda uma vida: na alegria e na dor, com o problema dos filhos e os próprios problemas... mas indo sempre avante. Na saúde e na doença, mas sempre avante”, reflete Francisco.
Diante dessa realidade, a Igreja Católica está iniciando uma preparação diferente, com encontros dinâmicos e personalizados, coordenados por dois casais casados, e com a participação de quatro casais de noivos. Os encontros podem acontecer semanalmente ou quinzenalmente, duram cerca de 1h30 e contam com o auxílio de um material didático, que possibilita o aprofundamento dos temas abordados, através de reflexões, partilhas, dinâmicas e tarefas de casa.



O que é o Matrimônio?
- O Matrimônio é o cumprimento de uma vocação para a comunhão íntima, exclusiva e indissolúvel entre um homem e uma mulher. “O próprio Deus é o autor do matrimônio”, que foi elevado à dignidade de Sacramento por Nosso Senhor Jesus Cristo.

O que é preciso para receber a graça do Matrimônio?
- Para casar-se é preciso ter vontade e maturidade para assumir os compromissos que fazem parte deste sacramento. Em vista disso, a Igreja oferece a preparação feita por meio de encontros personalizados.

O que são os encontros personalizados de Preparação para o Matrimônio?
- São encontros catequéticos que a Igreja disponibiliza para refletir melhor sobre o que é o Sacramento do Matrimônio, proporcionando momentos de diálogo, amizade, oração e conhecimento da doutrina da Igreja. Devem ser realizados em grupos pequenos, de no máximo quatro casais de noivos/namorados.

Quem realiza essa preparação e a quem se destina?
- É realizada por agentes da Pastoral Familiar, preparados para acompanhar e auxiliar a discernir sobre essa vocação. A preparação é destinada a casais de noivos, namorados ou casais que já vivem juntos e que estejam aptos a este sacramento. Neste último caso, recomenda-se uma conversa prévia com o padre.

Como acontecem esses encontros?
- Os encontros acontecem na casa de um casal acolhedor ou em salas paroquiais, onde num clima fraterno são partilhados temas sobre o convívio conjugal e familiar. Trata-se de dez encontros, mais um encerramento, com duração média de 90 minutos, realizados num período de três a seis meses.

Quanto tempo antes do casamento deve ser realizada a preparação?
- É recomendado que pelo menos seis meses antes do casamento, o casal de noivos participe da Catequese, para que possam se sensibilizar e optar conscientemente pelo Sacramento do Matrimônio. Entretanto, não é preciso ter o casamento marcado para participar.



Temas dos encontros:

1º - O amor conjugal
2º - Conhecimento e diálogo: harmonia conjugal
3º - Os sacramentos e o sacramento do matrimônio
4º - A celebração do matrimônio e seus aspectos jurídicos e canônicos
5º - Viver a fé no dia a dia da família
6º - A sexualidade na vida do casal
7º - Paternidade responsável
8º - Paternidade responsável e métodos naturais
9º - Reflexões sobre educação e tempo para os filhos
10º - Reflexões sobre administração do lar
11º - Missa e reunião com o sacerdote

 
CADASTRE SEU E-MAIL

E RECEBA NOVIDADES